Buscar

Refrigeradores

Produtos encontrados:129

Comparar

Clique em "Comparar" para exibir a comparação: produto(s) selecionado(s)

Adicionar

Produto(s) selecionado(s) para adicionar à Lista de Casamento.

Comparar

Clique em "Comparar" para exibir a comparação: produto(s) selecionado(s)

  • Conheça as opções de degelo para refrigeradores

    Entenda as características e os benefícios de cada sistema de descongelamento.

    Em tempos de vida atribulada, otimizar as tarefas de casa é a melhor forma de conseguir mais tempo para sair com os amigos e curtir a família. Para tornar os afazeres domésticos mais práticos, sem comprometer o orçamento, vale observar a relação custo/benefício que cada produto oferece.

    No mercado de refrigeradores, há pelo menos quatro tipos de sistemas de degelo para atender a diferentes demandas. São eles: frost free, cycle defrost, manual e semiautomático. O que diferencia cada forma de degelo é a tecnologia usada na estrutura elétrica do produto.

    Os modelos tradicionais de geladeiras contam com um sistema manual de descongelamento, enquanto que os mais atuais têm como característica a não formação de gelo nas paredes do freezer. De acordo com o modelo e a marca, tanto os preços quanto o consumo de energia variam bastante.

  • Frost Free: mais praticidade

    O refrigerador frost free (sem camada de gelo, em tradução livre) é um dos modelos mais modernos do mercado. Numa geladeira comum, a serpentina por onde passa o gás frio se encontra disposta em toda parede do freezer. Assim, a umidade formada pelo ar refrigerado é condensada e, posteriormente, congelada no interior do compartimento.

    Já na tecnologia frost free, a serpentina fica em um sistema separado da parede, chamado de condensador, enquanto o ar frio é conduzido constantemente ao interior do eletrodoméstico por um ventilador. O gelo formado no condensador é derretido e evaporado automaticamente pelo aparelho.

    O exemplar frost free consome um pouco mais de energia e é um pouco mais caro que os demais. No entanto é ideal para o consumidor que procura por praticidade, funcionalidade, amplo espaço interno e não quer perder tempo descongelando sempre a geladeira. Outro benefício é a diminuição de odores no interior do compartimento devido à constante circulação de ar e à presença de filtros.

  • Cycle Defrost: degelo apenas duas vezes ao ano

    A tecnologia cycle defrost (ciclo de degelo, em português) é a segunda forma mais prática de descongelamento disponível no mercado. Em comparação ao modelo manual, forma-se pouco gelo no interior do freezer, sendo necessário fazer a retirada do resíduo apenas duas vezes ao ano, por meio do acionamento de um botão localizado na base do congelador. Nesse tipo de equipamento, os alimentos são resfriados naturalmente, pois não há um ventilador para fazer a circulação do ar frio dentro do produto. Um pouco mais barato e quase tão prático quanto o frost free, o modelo é uma excelente opção de compra.

  • Degelo Manual: mais econômico

    O modelo manual é o tipo mais tradicional de degelo. Mesmo diante das tecnologias modernas, há quem ainda prefira essa versão. Isso porque o refrigerador manual é o mais barato do mercado. Vale ressaltar ainda que esse tipo de geladeira é também o que consome menos energia. No entanto, para derreter o gelo formado no interior do freezer é necessário desligar o eletrodoméstico com certa frequência. Geralmente o produto possui um compartimento para armazenar a água resultante do descongelamento, que deve ser retirada no fim do processo.

  • Degelo Semiautomático: dispensa o desligamento da tomada

    No caso do degelo semiautomático, a única diferença do descongelamento para o modelo manual é que ele dispensa o desligamento da tomada. Embora não proporcione as mesmas facilidades que os aparelhos com sistema automático, esta é uma opção mais prática que o refrigerador tradicional, pois o aparelho pode funcionar normalmente enquanto o freezer descongela. O preço acessível é mais uma vantagem.

Buscar