Buscar

Compare e escolha sua TV

IMAGEM LCD Plasma Vantagem
Brilho LCD
Saturação de cor Plasma
Contraste Plasma
Nível de preto
(imagens com mais profundidade)
Plasma
Taxa de atualização da tela Plasma
Ângulo de visão Plasma
Tempo de resposta LCD
Resolução iguais
DURABILIDADE LCD Plasma Vantagem
Vida útil LCD
Produz efeito Queima* LCD
DIMENSÕES E PESO LCD Plasma Vantagem
Formato widescreen iguais
Telas em formatos maiores Plasma
Telas em formatos menores
(TVs portáteis, celulares, etc.)
LCD
Peso LCD
CONSUMO LCD Plasma Vantagem
Geração de calor LCD
ASPECTOS GERAIS LCD Plasma Vantagem
Conectividade com PC
(em alguns modelos)
LCD


* Também chamado Burn-in. Quando uma imagem estática é exibida por longo tempo pode deixar uma marca, manchando a tela. Os fabricantes vêm atentando para este problema nos novos modelos.

Ambiente x TV ideal

Existe uma relação entre o tamanho da tela e a distância mínima que deve ser mantida entre os olhos e a TV, para que haja conforto visual. Por isso, nem sempre a tela de maior tamanho é a ideal para sua casa. Defina em qual ambiente a TV será instalada. Os aspectos do local exigirão um aparelho com características específicas.

Uma TV muito próxima ao espectador pode causar vista cansada e até dores de cabeça, para quem passa muitas horas na frente do aparelho. As TVs grandes também são inadequadas para ambientes muito pequenos em relação à nitidez da imagem, que pode ficar pontilhada, quando vista de muito perto (a nitidez atinge a qualidade ideal a partir de uma determinada distância de visão).


Calcule a distância entre a TV e o espectador


Confira sempre a distância entre o espectador e a tela da TV. Para calcular a distância, em relação às TVs de alta definição, multiplique o número de metros por 21. Ou seja, se a distância do local onde pretende instalar a TV até o sofá for de 2 metros, o ideal é que a tela tenha 42 polegadas. E assim por diante. Há diferenças neste cálculo dependendo da resolução da TV. Veja:

  • Resolução standard: multiplique a distância por 12 polegadas
  • Resolução 1080i (alta definição): multiplique a distância por 18 polegadas
  • Resolução 1080p (Full HD): multiplique a distância por 21 polegadas


Quarto, sala ou Home Cinema?


O quarto, em geral, por ter metragem menor, pede uma TV com menos polegadas. Já a sala, ou locais especialmente preparados para exibição para toda a família, requerem TV de telas bem maiores. Para montar um Home Theater, verifique se a TV que deseja adquirir se encaixa no espaço disponível, deixando alguns centímetros de todos os lados para que haja ventilação suficiente. Você pode também prever um móvel que inclua espaço para outros equipamentos que serão acoplados à TV, como caixas, DVD player ou um Blu-Ray.



Outros fatores para escolher a TV ideal


Luminosidade
Em relação ao local, verifique também a luminosidade. Há TVs que não apresentam boa imagem em locais muito iluminados.

Conexões
Pense na quantidade e o tipo de conectores que irá precisar para ligar seus equipamentos. Se você quer que a TV seja o centro de entretenimento e deseja conectar aparelhos de vídeo, consoles de games ou outro tipo de eletrônico, deve verificar se a TV possui as entradas necessárias. Isto evita que depois seja preciso instalar adaptadores ou cabos.

Brilho, contraste e ângulo de visão
Especialistas dizem que os aspectos de brilho, contraste, cor e ângulo de visão devem ser considerados em conjunto, pois há modelos que perdem em um quesito, mas compensam em outro.

Espectador
Observe as características do espectador. Se gosta de trocar de canal com freqüência a função PIP pode ser importante. Se é deficiente auditivo e precisa de legendas, a TV deve oferecer closed caption. Quem gosta de acessar o som original dos filmes, precisa de um aparelho com função SAP, etc.


Saiba mais sobre TV LCD


As TVs LCD (Liquid Crystal Display) usam a mesma tecnologia dos visores de câmeras filmadoras, fotográficas digitais e computadores portáteis. Esta tecnologia tornou possível desenvolver monitores e TVs mais finos na espessura, com excelente qualidade de imagem. Ocupam pouquíssimo espaço e compõem um visual moderno e elegante no ambiente.

É especialmente recomendada para monitores de computador, devido à quantidade de horas que se passa diante da tela. Outra característica é a facilidade para instalar em relação às TVs convencionais. As LCDs ainda podem ser Full HD, ou altíssima definição, proporcionando uma qualidade de imagem impecável em se tratando de TV digital.



A tecnologia


A tecnologia LCD exige pequenas voltagens para operar, produzindo menos calor e consumindo menos energia. O cristal líquido é aprisionado entre duas lâminas de vidro geralmente e é composto de micropartículas sólidas e fluidas, contando com uma estrutura similar à de um cilindro. Quando ligada, a TV recebe uma descarga elétrica capaz de movimentar as moléculas de cristal líquido, ativando filtros que compõem as cores das imagens.

Em geral, possuem uma lâmpada de luz branca, também chamada de backlight, cuja luminosidade é filtrada – a imagem é criada pelo bloqueio ou não da luz – pelos cristais líquidos da tela em 3 cores primárias por pixel (há modelos que usam leds de 3 cores no padrão RGB em vez da luz branca, para melhorar a performance da cor). Os pixels individuais são acessados um a um, digitalmente. A imagem é mais estável do que nas TVs convencionais.



Principais características da TV LCD:


  Perfil muito fino. Pode ser pendurada na parede, ocupando menos espaço.
  Nestas TVs, há menos luz refletida, porque a tela polariza a luz e filtra a cor, melhorando o contraste em ambientes iluminados.
  Tem mais brilho e este é uniforme na tela inteira, independentemente do ângulo de visão do espectador.
  Amplo ângulo de visão em torno de 170 graus sem nenhuma distorção.
  Imagem nítida com resolução de alta definição (pronta para HDTV).
  Supera o plasma em aplicações de exibição de informações.
  Não "queima" a tela (espécie de "fantasma", ou traço permanente de uma imagem estática, como o logotipo das emissoras, que fica marcado na tela, se exibido por muito tempo).
  A maioria dos modelos tem formato widescreen, sendo ideal para filmes e TV digital.
  Conexões com diversos aparelhos e sistemas, inclusive computadores pessoais para alguns modelos.
  As lâmpadas de fundo podem ser substituídas, garantindo eficiência do aparelho por mais tempo.
  Pode ocorrer o fenômeno de pixels mortos (dead pixels), um problema que ocorre quando pontos digitais da tela deixam de funcionar.


Saiba mais sobre TV de Plasma


As TVs de Plasma possuem dois painéis de cristal separados por um pequeno espaço (0,1 mm), entre os quais se aloja um gás (xenônio ou neônio) que, ao passar por um processo de ionização, assume o estado de plasma. Este gera raios ultravioleta, que vão atingir e iluminar em várias intensidades os milhões de pixels da superfície externa da tela. Cada pixel consiste em 3 partículas de fósforo (vermelha, verde e azul – RGB). As células de fósforo absorvem a energia ultravioleta e irradiam-na na forma de luz visível, produzindo imagens de grande estabilidade, com uma grande fidelidade na reprodução e alta qualidade de cor e contraste. Ao contrário das TVs convencionais, onde a imagem é varrida ao longo da tela, no plasma todos os pixels acendem simultaneamente.


Principais características:


• Perfil fino. Pode ser pendurada na parede, ocupando menos espaço.
• Tela gigante de até 65 polegadas aproximadamente (praticamente um cinema em casa). São muito adequadas para montar seu home theater em condições ideais de iluminação.
•  Em ambiente com pouca luz, a plasma oferece uma taxa de contraste maior que as TVs LCD, mas não tanto em locais iluminados.
•  Pelo fato de emitirem menos luz, as cores se tornam mais vivas.
•  A maioria dos modelos tem formato widescreen, sendo ideal para filmes e TV digital.
•  Conexões com diversos aparelhos e sistemas, inclusive computadores pessoais para alguns modelos.
•  O tempo de resposta é melhor que o das TVs LCD nas cenas de muita ação ou esportes.
•  O nível de preto é alto, permitindo ver detalhes das imagens.
• Suscetível a "queima" (espécie de traço permanente de uma imagem estática, como o logotipo das emissoras, que fica marcado na tela, se exibido por muito tempo). Este fator vem merecendo a atenção dos fabricantes para evitar sua ocorrência.
• 
Em geral, as TVs de plasma são mais pesadas que as LCD e precisam de suportes mais robustos para fixá-las na parede.

Saiba mais sobre TV LED

A tecnologia LED é uma variação do LCD. Consiste no uso de diodo emissor de luz mais econômico e com melhor definição de imagem. Em vez de uma lâmpada acesa na parte traseira, possui leds posicionados nas bordas, iluminando uma placa transparente e cheia de ranhuras, que dissipam a luz emitida. O resultado é menos luz na tela, se comparado às LCD, o que garante um contraste infinitamente superior e uma reprodução muito melhor das cores.



A nova linha de TVs LED veio para revolucionar a forma como assistimos TV e suas telas têm espessura entre 2,5 e 5 cm. Como não precisam de lâmpadas CCFLs para a luz de fundo, elas são completamente livres de mercúrio, não agredindo o meio ambiente. A economia de energia também é imensa.



Veja o vídeo sobre a TV Samsung LED:



Buscar