Buscar

Medidores de Pressão

Produtos encontrados:21

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

Adicionar

Produto(s) selecionado(s) para adicionar à Lista de Casamento.

Comparar

Clique em "Marque e compare com outros produtos" para exibir comparação: produto(s) selecionado(s)

  • Monitoramento da pressão arterial

    Medidores de pressão em casa

    O coração é uma incrível máquina de bombear sangue para os vasos sanguíneos espalhados pelo corpo humano. O desempenho deste importante órgão pode ser avaliado por meio de um medidor de pressão. O aparelho, tecnicamente conhecido como esfigmomômetro, é capaz de medir a força e a quantidade de sangue que circulam pelos vasos. No visor do dispositivo, aparece um valor que deve oscilar dentro dos limites recomendados pela medicina, levando em consideração cada situação. Ter um aparelho desses em casa traz praticidade e maior segurança. Sendo constatada a hipertensão, o medidor será um grande aliado no controle da doença.

    A leitura de um medidor de pressão

    Um equipamento de pressão arterial pode ser interpretado por meio das medições sistólicas e diastólicas. A primeira diz quanta força o sangue está colocando contra as paredes arteriais. A segunda analisa quando o ventrículo esquerdo enche-se novamente, com o intuito de retomar o procedimento de circulação.

    Quando o valor sistólico estiver acima de 120 mmHg, poderá ser um indicativo de pressão alta ou hipertensão. Caso os números não sejam excedentes, medidas como perder peso e usar menos sal na comida podem contribuir para a redução da pressão. Em relação à leitura diastólica, o número geralmente deve estar por volta dos 80 mmHg.

    Portanto, lembre-se, o valor maior aponta para a medição sistólica e o número menor trata-se da leitura diastólica. Porém um valor equiparado a 140/90 mmHg ou acima disso pode ser considerado um possível problema hipertensão, o que gera risco de lesões nas artérias, danos na visão, e na pior das hipóteses, paralisação dos rins, derrames e infartos.

    Digital ou analógico

    Para fazer a manutenção da saúde do coração, recomenda-se a medição da pressão arterial de uma a duas vezes por mês. No entanto, jamais dispense a visita regular ao consultório de um médico, que pode indicar tratamentos mais eficazes para o seu tipo de problema.

    Entre os modelos existentes, o medidor de pressão manual (esfigmomômetro) é o mais conhecido. O sistema conta com uma bolsa inflável de borracha protegida por uma capa de tecido, que, por sua vez, está acoplada a um manômetro por meio de um tubo. Uma válvula de bombear ar infla a bolsa quando é acionada manualmente. Em geral, é utilizado por profissionais da saúde.

    Há também os modelos semiautomáticos que disponibilizam o resultado num visor digital. O valor aparece em letras grandes e garante uma leitura fácil, ideal para pessoas com dificuldades visuais. O equipamento é bem parecido com o tradicional, com exceção do visor, também inclui a bolsa inflável de borracha, tubo e válvula manual.

    Os medidores digitais são os mais indicados para pessoas que precisam fazer o controle da pressão arterial em casa. Com modelos que se encaixam no pulso ou no braço, estes aparelhos precisam apenas de um toque no botão para inflar a abraçadeira, diagnosticando com precisão e rapidez os valores da pressão arterial.

    O diferencial destes medidores está na capacidade de armazenar informações anteriores, com o intuito de oferecer um comparativo sobre a evolução da pressão sanguínea. Outras vantagens são o tamanho compacto, que facilita na hora do transporte em bolsas e mochilas, além da economia de energia por utilizar pilhas descartáveis.

Buscar